Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A vida é sempre a mesma para todos: rede de ilusões e desenganos.

28.01.14

 

 

 

 

 

 

O quadro é único, a moldura é que é diferente.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O espelho e os sonhos são coisas semelhantes.

28.01.14

 

 

 

 

 

 

 

  

 é como a imagem do homem diante de si próprio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Era a dois passos do inferno - estava-se bem.

28.01.14

 

 

Quando penso em ti, essa outra que eu nunca mais soube ao certo quem era, ou quem eras, em ti e em tudo aquilo que me deste, tanto que eu nunca soube onde colocar e logo vinha o vento e levava, quando penso em ti e mais em tudo o que deixaste avariado na minha vida e eram todos os pobres artefactos dela, da minha vida quando penso em ti, isto é, quando penso em nós, nessa coisa insólita e paupérrima que nós éramos, ou que nós fomos um dia, é no inferno é ainda e só e mais uma vez no inferno que eu penso — esse tempo esse calor esse frio essa espera insuportável. É no inferno que penso, mas devo reconhecer, em abono da verdade, que não era no inferno que nós estávamos, era a dois passos dele e se queres mesmo saber era agradável pela boa e simples razão de que não havia mais nada, era intensa e insuportavelmente agradável. Faltava um pouco o ar, é certo, mas quem é que se ia importar com uma coisa dessas, havia um calor que nos enregelava os ossos, havia um frio que nos aquecia. Era a dois passos do inferno — estava-se bem.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom dia!

28.01.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Alone

27.01.14

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

# equívoco

27.01.14

 

 

 

Pousar os pés no mesmo chão durante toda a vida pode originar um perigoso equívoco, o de fazer-nos crer que essa terra nos pertence, como se não a tivéssemos por empréstimo, como por empréstimo temos tudo na vida.

 

 

 

e·quí·vo·co e·quí·vo·co (latim aequivocus, -a, -um)
<categoria_ext_aao>substantivo masculino

1.           Segundo sentido que transparece através do sentido literal em que parece empregar-se qualquer termo. =TROCADILHO

2.           Interpretação errada de algo.

3.           Engano não propositado.

4.           Mal-entendido.

5.           Que parece não estar empregado no sentido que aparenta. = DUVIDOSO

6.           Suspeito.

7.           De que se deve desconfiar.

8.           Ambíguo.

 

"equívoco", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/equ%C3%ADvoco [consultado em 27-01-2014].

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aí não haverá demora nem abrigo nem chegada

27.01.14

 

Despe-te de verdades

das grandes primeiro que das pequenas
das tuas antes que de quaisquer outras
abre uma cova e enterra-as
a teu lado
primeiro as que te impuseram eras ainda imbele
e não possuías mácula senão a de um nome estranho
depois as que crescendo penosamente vestiste
a verdade do pão a verdade das lágrimas
pois não és flor nem luto nem acalanto nem estrela
depois as que ganhaste com o teu sémen
onde a manhã ergue um espelho vazio
e uma criança chora entre nuvens e abismos
depois as que hão-de pôr em cima do teu retrato
quando lhes forneceres a grande recordação
que todos esperam tanto porque a esperam de ti
Nada depois, só tu e o teu silêncio
e veias de coral rasgando-nos os pulsos
Então, meu senhor, poderemos passar
pela planície nua
o teu corpo com nuvens pelos ombros
as minhas mãos cheias de barbas brancas
Aí não haverá demora nem abrigo nem chegada
mas um quadrado de fogo sobre as nossas cabeças
e uma estrada de pedra até ao fim das luzes
e um silêncio de morte à nossa passagem

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Recomeça

27.01.14

 

 

 

 

 

 

... se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses, de nenhum fruto queiras só metade.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bon Appétit!

27.01.14

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

e por vezes por vezes ah por vezes

27.01.14

 

 

 

e por vezes as noites duram meses
e por vezes os meses oceanos
e por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos e por vezes
encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos faz em muitos anos
e por vezes fingimos que lembramos
e por vezes lembramos que por vezes
ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos
e por vezes sorrimos ou choramos
e por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se evolam tantos anos
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Visitas


Pesquisar

Pesquisar no Blog