Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Shall we dance?

27.08.14

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adivinho a «glória» amarga do futuro.

27.08.14

 

 

 

São dez da manhã. Que tédio, que chatice doutro dia que começa decalcado no de ontem. Saúde periclitante, pensamentos periclitantes, café periclitante, sol periclitante, corpo periclitante, etc. periclitante, cinza periclitante. Abismos da alba, paisagem inacessível, sono, mais sono.
Que tédio! Que chatice de vida, que merda de mundo! Que esterco tudo isto! E eu obrigado a estar metido nele até ao pescoço.
Quando é que me levantarei, um dia, muito cedo, e abandonarei tudo?
Ideias sinistras correm-me pela mente, à minha volta, como se fossem miragens. Tomam forma de pequenos cromos flutuantes. Adivinho a «glória» amarga do futuro. A precária eternidade de quem já não é corpo há muito tempo, apenas imagem morta impressão em papel fotográfico

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom dia!

27.08.14

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

The giving tree

26.08.14

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mom always said

26.08.14

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eram rosas...Senhor!

26.08.14

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

(des)Enquadramentos (im)Perfeitos

26.08.14

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Está tudo certo, por conseguinte, eu errado.

26.08.14

 

 

Suicido-me devagar a pão com queijo, vinho tinto, cigarros e solidão. Bem sei que podia comprar sopa, já que não a faço. Podia também comprar um microondas, serviria para aquecer a sopa e ainda preparar refeições pré-cozinhadas. Não se trataria de um grande passo, do ponto de vista do destino da humanidade, mas significaria ao menos comida quente no prato. Podia até casar-me, segundo o juízo optimista da minha mãe, e desse modo adquirir tudo isto num pacote bonificado, diminuindo o custo de cada um dos artigos individualmente considerados. Está tudo certo, por conseguinte, eu errado. Determinam os factos, no entanto, que o casamento é para mim um caso semelhante ao do microondas, ou seja, uma circunstância de que não suporto o ruído e, não serei eu que o anuncie, se há coisa que ninguém pode é ser aquele que não é (assim se desmorona um admirável plano, ignorando as esperanças da minha mãe). Resta acrescentar que nada há de heróico no meu gesto, nem eu me ocupo já de o iludir. É a mão que tenho (e a que não tenho). O prato que recuso (e o que aceito). Pão com queijo, vinho tinto, cigarros e solidão, cumpro-me no que sou: um exemplar falhado da espécie. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom dia!

26.08.14

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Let her go

25.08.14

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Visitas


Pesquisar

Pesquisar no Blog